A ideia é mostrar a união entre as Paradas brasileiras (Reprodução/EBC)
A ideia é mostrar a união entre as Paradas brasileiras (Reprodução/EBC)

Neste ano a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, vai abrir o evento de forma bastante significativa e inédita. À frente de seu primeiro trio, estarão representantes de paradas LGBTs de todas as regiões do Brasil, empunhando as bandeiras de seus respectivos estados.

A ideia do encontro partiu da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBT), responsável não só pela marcha, mas também pela comissão organizadora do 2º Encontro Brasileiro de Organizações de Paradas LGBT, que acontece no próximo dia 21.

De acordo com a APOGLBT, a abertura será bastante importante porque vai mostrar que, “além de ser a maior parada LGBT do País e do mundo, a parada LGBT de São Paulo é, na verdade, de todo o Brasil“.


A parada será realizada no domingo 23 de junho na Avenida Paulista com concentração às 10h. Este ano a marcha celebra os 50 anos da Revolta de Stonewall, ato de enfrentamento entre LGBT e a polícia ocorrido em junho de 1969 em Nova York e que marcou a luta contemporânea pelos direitos LGBT.