Parada LGBT de SP (Reprodução/EBC)
Parada LGBT de SP (Reprodução/EBC)

Uma pesquisa realizada pelo Grupo Expedia mostrou que a procura por viagens internacionais para São Paulo durante o Mês do Orgulho LGBTQ+, aumentaram devido a Parada LGBT. Segundo os dados, o aumento foi de cerca de 3% em comparação ao mesmo período desde 2017.

Ainda conforme o levantamento, houve também um aumento do mesmo percentual de 3% na procura por pacotes que incluem hotel e passagens aéreas, no mesmo período. Os hotéis mais procurados são os de três e quatro estrelas. O que torna estes estabelecimentos com média de 23% e 60% da ocupação.

“Os turistas LGBT+ são um público que não pode ser ignorado. Assim, nós recomendamos que o setor de turismo local trabalhe o potencial deste segmento. Nossas ferramentas analíticas podem ajudar no fornecimento instantâneo de insights de mercado sobre o seu set competitivo, de forma que decisões mais acertadas podem ser tomadas para se preparar para receber um aumento de demanda de turistas vindo para aproveitar as atividades do Mês do Orgulho Gay”, comentou o vice-presidente para a América Latina do Grupo Expedia, Freddy Dominguez, ao BrasilTuris Jornal.


Os países que mais enviam turistas para São Paulo no período da Parada LGBT são: Estados Unidos, Reino Unido, México, Espanha, França, Japão, Coréia do Sul, Argentina e Canadá.

A informação do aumento de turistas LGBTs em São Paulo, surge um mês depois do presidente Jair Bolsonaro (PSL), retirar o incentivo à diversidade do Plano Nacional de Turismo. O projeto, que foi originalmente pensado no Governo do ex-presidente Michel Temer, indicava a importância do investimento no setor.