Drag Queen Tchaka, a “Rainha das Festas” e Fernanda Lima na Parada LGBT (Foto: Francisco Cepeda/ Agnews)

Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que aconteceu neste domingo (23), reuniu 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista, segundo levantamento de organizadores.

O fato é que a parada, desde quando surgiu, traz temas pertinentes e contemporâneos, que versam sobre a realidade atual. Este ano, a Parada fez todos refletirem sobre os 50 anos de Stonewall. Um fato emblemático para a comunidade e o grande motriz na luta por direitos.

Assim, com 19 trios elétricos para compor a atração da maneira mais agitada possível, o evento contou com a presença de Mel C, Gloria Groove, Karol Conka, Mateus Carrilho, Luísa Sonza, Iza, Lia Clark, Pepita, Bruna Linzmeyer, Fernanda Lima, Alinne Rosa, Jaloo e Aretuza Lovi. A apresentadora oficial do evento foi a Drag Queen Tchaka.


Desse modo, como a Parada é também uma oportunidade para trazer à tona discursos sobre respeito aos Direitos Fundamentais, que garantem a liberdade, a vida e a igualdade, o evento contou com a presença de ativistas, como Erica Malunguinho, David Miranda, Sâmia Bonfim; dentre outros. Confira algumas fotos do evento!

Fernanda Lima

Fernanda sempre se mostrou uma ávida apoiadora da causa. Não só explicitando a diversidade em seu programa, Amor e Sexo, mas também em seus posicionamentos. Ela apareceu na Parada, reinando como madrinha, da edição desse ano.

Karol Conka

A estrela da música brasileira já é conhecida por ser uma artista extremamente original e de atitude. Não só com suas músicas versando sobre temas políticos, mas também pela sua postura. A cantora, de cima do trio, cantou os seus sucessos e brincou com o público.

Thammy Miranda

O Thammy Miranda chegou cedo para o evento. O ator, que já é muito querido pelo público, ainda subiu no trio e animou a galera que estava presente.

Iza

Com um misto de força, doçura e carisma a cantora Iza também foi uma das atrações do evento. A artista esteve no trio da cerveja Amstel, programado para sair às 14h30.

Maria Casadevall

Sempre falando sobre feminismo e igualdade, a atriz também chamou atenção no evento.

Como a Parada LGBTI+ não está desassociada da política, durante a abertura, o público aproveitou o ensejo para manifestar repúdio aos atuais representantes. Assim, gritos contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL), foram frequentes.