Johnny Hooker
Johnny Hooker (Foto: Divulgação)

O grupo Matizes, responsável pela organização da Parada da Diversidade do Piauí 2018 anunciou nesta segunda-feira (13) uma alteração na atração principal do evento que acontece no próximo dia 02 de setembro. O cantor Johnny Hooker foi substituído pela drag queen Pabllo Vittar.

O motivo para a mudança seria as inúmeras ameaças que o artista vem sofrendo após afirmar que Jesus é “bicha” e “travesti” em um show no Festival de Inverno de Guaranhuns, em Pernambuco, no último dia 27. O caso dividiu opiniões, como explicou o comunicado do grupo.

LEIA MAIS:


Disney recebe críticas por escalar ator hétero para interpretar gay

Nova temporada de Pose vai retratar lançamento de “Vogue” da Madonna

“O cantor Johnny Hooker não se apresentará mais no show de encerramento da 17ª Parada da Diversidade, vez que os órgãos de segurança e tampouco o Matizes, dispõem de mecanismos para evitar que as ameaças de “dar uma surra”, “rebolar pedras”, “queimar esse bicho vivo” (sic) sejam concretizadas por aquelas pessoas que as fizeram, haja vista que o evento acontece em espaço aberto”, disse a nota.

A organização do evento informou ainda que prints de algumas postagens/comentários em redes sociais com manifestações de intolerância contra Hooker, que serão entregues às autoridades, com o devido pedido de apuração.

 

Confira a nota na íntegra:

O Grupo Matizes, entidade responsável pela organização de todas as edições da Parada da Diversidade de Teresina, vem a público pontuar e informar o que abaixo segue:

  1. I) A Parada da Diversidade de Teresina é realizada desde 2002, sendo uma manifestação pacífica, amparada pelo art. 5º, XVI da Constituição Federal, que tem o objetivo de reivindicar igualdade de direitos para a população LGBT, bem como dialogar com a sociedade piauiense sobre a importância do respeito às diversidades como um dos pressupostos para a construção de uma cultura de paz. É um dos eventos organizados pela sociedade civil que conseguem agregar mais pessoas em nosso Estado (cerca de 100 mil em 2017!)
  2. II) Por previsão expressa da Lei Municipal 4148/2011, a Parada da Diversidade faz parte do Calendário Oficial do Município de Teresina, tendo suas 16 outras edições marcadas pela alegria, pluralidade de vozes e pelo respeito entre @s participantes. Nesses 16 anos, não há registro de incidentes de violência, porque os que vão para a Parada têm o coração com “mania de amor”.

III) A 17ª edição da Parada da Diversidade foi inicialmente prevista para o dia 26/08/2018, tendo como uma das atrações para o show de encerramento o cantor Johnny Hooker, reconhecido nacionalmente e destaque na cultura mix. Com perplexidade e irresignação, o Matizes tomou conhecimento de publicações nas redes sociais incitando a violência e com ameaças (de surra e de morte!) ao cantor Johnny Hooker.

  1. IV) Atos de intolerância como os vistos nos últimos dias nas redes sociais locais são patrocinados por pessoas não afeitas à pluralidade de idéias, que pensam o mundo sob a perspectiva excludente e discriminatória, achando “normal” o “apagamento” de todos os grupos historicamente discriminados em nossa sociedade, dentre eles os LGBT.

Feitas essas ponderações, o Matizes informa que:

  1. a) A organização do evento fez o print de algumas postagens/comentários em redes sociais com manifestações de intolerância que, em tese, constituem crime previsto na legislação penal pátria. Esses prints serão entregues às autoridades, com o devido pedido de apuração;
  2. b) O cantor Johnny Hooker não se apresentará mais no show de encerramento da 17ª Parada da Diversidade, vez que os órgãos de segurança e tampouco o Matizes, dispõem de mecanismos para evitar que as ameaças de “dar uma surra”, “rebolar pedras”, “queimar esse bicho vivo” (sic) sejam concretizadas por aquelas pessoas que as fizeram, haja vista que o evento acontece em espaço aberto;
  3. c) A Parada da Diversidade de Teresina está mantida com data alterada para dia 02 de setembro de 2018, tendo como atrações no show de encerramento vári@s artistas já confirmad@s, dentre el@s: Benício Bem, Bia e os Beck, Chandelly Kidman e Pablo Vittar.

Teresina, 13 de agosto de 2018.

Diretoria do Grupo Matizes