Bandeira de Israel LGBT
Bandeira de Israel LGBT (Foto: Reprodução)

Com segurança reforçada, o 17° Desfile do Orgulho LGBT de Jerusálem, acontece nesta quinta-feira (02) e deve receber milhares de pessoas que passarão por forte revista policial, além de proibir a circulação de carros no centro da cidade Santa.

As novas medidas acontecem depois que um judeu ortodoxo invadiu a passeata em 2015 e matou com uma facada um adolescente de 16 anos. As informações são da agência AFP.

LEIA MAIS:


Escola Virtual do Governo oferece curso sobre direitos LGBTs para capacitar profissionais

Agência de saúde americana faz alerta sobre reuso de camisinhas

O homicídio acendeu o alerta e criou uma discussão sobre a segurança na ‘Gay Pride’ israelense, porque o assassino, Yshai Shlissel, havia saído da cadeia poucas semanas antes de cometer o crime depois de cumprir pena por ferir três pessoas no Orgulho Gay de 2005.