Protestos, comemoração e solidariedade; Artistas deixam suas mensagens na 22ª Parada LGBT


Por Cadu Safner

No domingo (3) aconteceu em São Paulo mais uma Parada LGBT arrastando uma infinidade de pessoas para a Avenida Paulista. Com inúmeros discursos pelos direitos da classe, o evento reuniu também os maiores nomes do cenário fonográfico brasileiro da atualidade: Anitta e Pablo Vittar, além de nomes como Gaby Amarantos, Preta Gil, Lia Clark e, é claro, as figuras mais emblemáticas do universo LGBT como Salete Campare, Silvetty Montilla, Tchaka e outras tantas que levavam a mensagem de voto consciente como o tema principal. A mensagem “Poder para LGBTI+, Nosso Voto, Nossa Voz”, estampou os dezoito trios elétricos que atravessaram a avenida. Com aproximadamente 3 milhões de pessoas reunidas para a celebração, é claro, como não poderia ser diferente, a equipe do Observatório G marcou presença na festa e garantiu entrevistas muito legais que você confere agora.

Veja também: Pabllo Vittar anuncia parceria com Ludmilla em novo álbum


No trio que levou MC Loma e as gêmeas lacração na companhia de MC Gui, teve presenças como as de Matheus Mazzafera, Marcelo Ié Ié e Flávia Vianna e muitas outras figuras que levantaram o público com os maiores hits do funk, “Já virou banal a gente ter que falar sempre que todos temos os mesmos direitos. Os direitos têm sim que ser iguais para todo mundo”, quando perguntado sobre uma das principais figuras da cena artística atual, Anitta, e suas referências para as causas LGBT’s, Matheus afirma, “Ela ajuda muito, Pablo, Preta, Cléo Pires e outras muitas atrizes, mulheres que não têm nenhuma obrigação, mas que levantam a nossa bandeira”, disse o dono do canal Hotel Mazzafera.

Leia Mais: Público define a Parada LGBT de São Paulo como “a festa mais democrática do mundo”

Marcelo Ié Ié também se jogou na maior festa LGBT do mundo e deixou um recado para os internautas do Observatório G, “Todos temos que ser felizes. Respeitar o próximo que ele sempre vai te respeitar. Respeito e felicidade todos têm direito, e é isso que todo mundo luta pra ter, e é essa mensagem que estamos levando com esta Parada LGBT”.

A repórter da RedeTV! Juju Bonita foi uma das homenageadas do trio elétrico de Salete Campare, e conversou com a nossa equipe: “A primeira Parada que eu vim foi com 16 anos. Que eu participo com a Salete em cima do trio tem 10 anos. Este ano viemos homenageando as divas que já se foram e as que estão presentes, eu sou uma dessas homenageadas e tenho muito orgulho, sou muito grata”, disse Juju.

DEIXE UMA RESPOSTA