Parada LGBT
Parada LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

A cidade de Mogi das Cruzes, localizada na microrregião da Grande São Paulo, sediará pela primeira vez no próximo dia 29, a sua 1ª Parada do Orgulho LGBT, na Avenida Cívica, no bairro do Mogilar, a partir das 10 da manhã e deve se estender até às 19 horas do mesmo dia. Os organizadores esperam reunir entre 3 e 5 mil pessoas nas ruas da capital.

Com a apresentação da drag queen Tchaka, além da presença de vários DJs como Luis Levado Joy, Gabriel Marques, Felipe Rafael, Edy Rodrigues, Petterson Pereira e Collins Gustavo, o evento trará a discussão do combate à LGBTfobia para às ruas.

Esta é a primeira vez que o município recebe a passeata pela diversidade e representa uma conquista do Fórum LGBT Mogiano que desde o ano passado tenta realizá-la, mas foi inviabilizado por causa de algumas exigências feitas pela Secretaria Municipal de Segurança.


LEIA MAIS:

Antecedendo Parada de SP, 18ª Feira Cultural LGBT acontece no dia 31 de maio

Com tema “eleições”, 22ª Parada LGBT de São Paulo acontece em junho na Av. Paulista

O Governo do Estado fornecerá um trio elétrico e R$ 500,00 para a contratação de um músico regional para a apresentação. A prefeitura irá disponibilizar parte da estrutura para a realização da Parada como tendas e banheiros químicos.

Apesar da fama de conservadora, o presidente do Fórum, Roberto Fukumaro garante que Mogi das Cruzes é uma cidade que também abraça a diversidade. “É uma data importante para a população LGBT, porque mostra que ela existe, exige respeito e que pode participar da festa quem quiser. Estes eventos também são frequentados por famílias mesmo heteronormativas”, declarou ele ao jornal O Diário de Mogi.