Parada do Orgulho britânica convida youtuber mentiroso e recebe críticas

Calum McSwiggan foi fichado na polícia após falso testemunho
Calum McSwiggan foi fichado na polícia após falso testemunho (FOTO: NY Times)

Se a profissão youtuber é algo que nos dias de hoje geralmente já gera certo burburinho, um jovem britânico elevou esta regra a um patamar inimaginável.

O youtuber Calum McSwiggan, foi criticado nos últimos dias por ter desfilado na Pride oficial de Londres (a Parada do Orgulho LGBT britânica) e fazendo inclusive, com que a própria organização do evento também fosse alvo de reclamações por ter convidado o jovem para a celebração.

Tudo porque no fim do ano passado, Calum compartilhou uma foto nas redes sociais onde aparecia debilitado em uma cama de hospital após um suposto ataque de homofobia.

Parada do Orgulho britânica convida youtuber mentiroso e recebe críticas
Parada do Orgulho britânica convida youtuber mentiroso e recebe críticas (FOTO: Daily Mail)

Acontece que depois de uma investigação, foi revelado que câmeras chegaram a registrar Calum batendo em si mesmo com um telefone público. O plano do youtuber com o falso ataque homofóbico, era o de aumentar sua popularidade virtual com likes e comentários nas fotos postadas nas redes sociais.

O jovem foi condenado a três anos de liberdade condicional supervisionada, a cerca de cinquenta sessões de terapia e também foi condenado a pagar uma multa de sete mil dólares por falsa comunicação de crime.

Mesmo assim, a Pride de Londres além de ter Calum McSwiggan entre seus convidados deste ano também convidou o jovem para ser a atração de um Meet & Greet com fãs.

Parada do Orgulho britânica convida youtuber mentiroso e recebe críticas
Parada do Orgulho britânica convida youtuber mentiroso e recebe críticas (FOTO: NewNowNext)

Em resposta as críticas, os organizadores da Pride afirmaram que estavam conscientes de que a parceria poderia ser contraditória, mas que eles decidiram dar uma segunda chance ao jovem após os seus pedidos públicos de desculpas.

FONTE: Bananas Business


DEIXE UMA RESPOSTA