Parada LGBT de Brasília celebra lei antihomofobia e reúne 12 mil pessoas

Parada LGBT de Brasília teve como tema o Estado Laico e reuniu milhares.
Parada LGBT de Brasília teve como tema o Estado Laico e reuniu milhares (Foto: Reprodução / TV Globo)

A Parada do Orgulho LGBT de Brasília aconteceu nesse domingo, 25, e reuniu por volta de 12 mil pessoas, segundo dados da Polícia Militar. Foi a 20ª edição do evento na cidade, e o tema do ano foi similar ao da Parada de São Paulo: “religião não se impõe, cidadania se respeita”, em defesa do Estado Laico.

Um dos pontos lembrados por manifestantes durante a caminhada foi a lei de combate à homofobia, regulamentada na última sexta-feira, 23, pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. Esta lei pode punir com multas de até R$10 mil quem agir de forma homofóbica, com atos como humilhação, preterimento de atendimento ou atos de coação, ameaça ou violência.

Leia Mais:


Protestos a Trump marcam Parada Gay de Nova Iorque

Elenco de 13 Reasons Why arrasa na Parada LGBT de São Francisco

A lei já existia há 17 anos, mas, sem regulamentação, nenhuma punição era realmente aplicada. Em 2013, ela chegou a ser regulamentada, mas foi vetada no dia seguinte após a pressão da bancada evangélica no Congresso. Esse é um motivo que explica muito bem porque a defesa do Estado Laico (ou seja, um governo sem a interferência de religiões) foi tema da Parada LGBT de Brasília.

A Parada contou com dois trios elétricos e a marcha começou ao se concentrar em frente ao Congresso Nacional  e seguiu pela via N1 do Eixo Monumental até chegar à altura da Funarte. De acordo com a PM, não houveram ocorrências registradas ou quaisquer tumultos.


DEIXE UMA RESPOSTA