O estilista Ronaldo Ésper afirma que virou ex-gay graças a Igreja Universal
O estilista Ronaldo Ésper afirma que virou ex-gay graças a Igreja Universal (Foto: Divulgação)

Antes de começar este artigo quero compartilhar com vocês a definição da palavra “Desserviço”

Desserviço – s.m.
Ação ou efeito de desservir.
[Figurado] Ação que denota falta de lealdade; perfídia.
Serviço malfeito; que ocasiona prejuízo.

Essa é a palavra que define a atitude do estilista Ronaldo Ésper que em seu desespero para recuperar alguns minutinhos de fama fez um show de declarações que vão desde expor que já teve um relacionamento com um ex-ministro até dizer que foi transformado em ex-gay graças a igreja Universal.


Sem a menor empatia com a comunidade LGBT que sofre até hoje com as tentativas dos deputados conservadores de emplacarem a famosa “cura gay” o estilista garantiu na conversa com Daniela Albuquerque que sua conversão “é pra valer” e que ser ex-gay não é um crime. Ele sabe que será criticado pela sociedade e principalmente pelos gays, mas ele não “dá a mínima”.

Ronaldo Ésper chegou a ser questionado sobre quem foi o ministro que ela já namorou, mas ele convenientemente se recusou a falar, embora deixasse claro que foi na época da ditadura e que esse ministro era um dos cinco não militares.

Alguém dúvida que ele tenha inventado tudo isso apenas para chamar atenção? A credibilidade do estilista não anda muito em alta desde que ele foi pego em 2007 pegando um vaso do cemitério.

Se ele não respeita nem os mortos, que dirá os vivos, não é mesmo?

Por outro lado, a população LGBT agradece por Ronaldo Ésper se declarar Ex-gay. Será um close errado a menos para a nossa comunidade.

Vá com Deus!

2 COMENTÁRIOS

  1. Acha mesmo difícil de acontecer? as pessoas abandonarem alguns hábitos? acha impossível?Vejo o grande esforço que tens para denegrir as falas do Ronaldo Ésper.
    Meu querido a Fé remove montanhas , não duvide da Fé, pois torço para que um dia isso venha acontecer com voce.
    BJs e Fique com Deus

  2. Abandonar hábitos não somente é possível, como recomendável, no caso de maus hábitos. O caso é que homossexualidade não é hábito, mas orientação. Orientação que ao longo da história trouxe dor e sofrimento injustos a seres humanos que devem ser respeitados integralmente, me vistos como “aberrações”, “pecadores” ou “enfermos”. Não perderei tempo mencionando 50 mil homossexuais mortos em campos de concentração ou que em muitos países, matar homossexuais não é crime. Lembrarei não obstante que em Israel, cuja “constituição deve ter por base a Torah”(declaração do knesset, em 1.947, primeira sessão parlamentar), o homossexualismo não é crime, mas a homofobia sim. Há sinagogas que consagram a união homoafetiva e homofobia é crime. As igrejas luterana, calvinista, metodista, quaker, e o budismo do hinayana do sudeste asiático também admitem a união de pessoasa de mesmo sexo. Minha querida a fé remove montanhas. Torço para que um dia você também sinta o poder do Amor de De…..s e abandone o mau hábito da incompreensão das Escrituras e o preconceito. Beijos e fique com o amor e a toler^ncia de De…..s no seu coração.

DEIXE UMA RESPOSTA