Xuxa diz em live que remédios e vacinas devem ser testados em presidiários: “Serviriam para alguma coisa antes de morrer”

Declaração da apresentadora foi comparada com ideal de Josef Mengele

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite desta sexta-feira (26), a apresentadora Xuxa Meneghel causou polêmica na web, ao afirmar que remédios e vacinas deveriam ser testadas em presidiários, no lugar de animais. A declaração foi dada durante uma entrevista no perfil da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

“Acho que, com remédios e outras coisas, eu tenho um pensamento que pode parecer muito ruim para as pessoas, desumano… Na minha opinião, existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas e estão aí pagando seus erros para sempre em prisões, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos “, iniciou a apresentadora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Xuxa ainda acrescentou que os condenados vivem muitos anos nas prisões, e que poderiam ajudar outras pessoas servindo como experimentos. “Acho que pelo menos serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas com remédios e com tudo. Aí vem o pessoal dos Direitos Humanos e dizer que não podem ser usados. Mas se são pessoas que está provado que irão passar sessenta, cinquenta anos na cadeia e que irão morrer lá, acho que poderiam usar ao menos um pouco da vidas delas para ajudar outras pessoas. Provando remédios, vacinas, provando tudo nessas pessoas”.

O nome da apresentadora foi parar nos Treding Topics, sendo criticada pela maioria dos comentários dos internautas. “Gente, a Xuxa perdeu o juízo”, comentou um. “Dr. Mengele voltou e não estamos sabendo? Xuxa, estamos em 1940?”, refletiu outro internauta. A apresentadora, contudo, ainda não se pronunciou sobre a sua declaração.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio