Cabeleireiro David Cristiano Andrade
Cabeleireiro David Cristiano Andrade (Reprodução/Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil de Minas Gerais abriu um inquérito para investigar o suposto caso de homofobia que aconteceu com o cabeleireiro David Cristiano Andrade, de 30 anos, na última terça-feira (16), em Belo Horizonte. Ele foi espancado pelo próprio vizinho.

De acordo com David, o homem, identificado como Fábio Afonso Rodrigues, de 25 anos, não se dava muito bem com ele por conta da sua orientação sexual. Em relato a polícia, o cabeleireiro informou que o agressor sempre procurava confusões.

Conforme o site Bahz, o caso aconteceu quando David estava em casa e percebeu que a luz da residência se apagou. Ao ir olhar o que houve do lado de fora, foi surpreendido por golpes na cabeça (o agressor teria usado uma barra de ferro). Após o caso, ele foi socorrido e levado ao hospital.


Em depoimento, Fábio informou que a agressão aconteceu para que ele pudesse se defender e alegou que David estaria tendo relações com outros homens na garagem da casa (na qual eles dividem o mesmo terreno). No entanto, a vítima nega a afirmação.

O homem que agrediu David tem um histórico agressivo. De acordo com a Polícia Militar de BH, no dia 26 de junho ele agrediu a ex-mulher, de 26 anos, e a própria filha de 11 anos. A agressão teria sido motivada por conta do termino do casal.

Um caso de homofobia também está sendo investigado pela polícia de Goiânia. Os agressores já foram investigados e, segundo a polícia da cidade, tudo indica que os três suspeitos devem responder por crime de LGBTfobia. Eles podem ter pena de até três anos.