‘Vamos transar menos e gozar mais’, diz antropólogo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O tema sexo e pandemia parece gerar um contraste inevitável. Com a recomendação do distanciamento social, muitos solteiros tiveram que se virar sozinhos na hora do prazer máximo. Sobre o tema, o antropólogo Michel Alcoforado, colunista de TAB, comentou abertamente.

Para Michel, essa onda de isolamento pode fazer com que muita gente deposite mais valor na boa transa, no toque, no prazer. Ou seja, não faça apenas sexo por sexo, mas sim para gozar de verdade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vamos gozar mais, mas transar menos”, bradou ele. Aliás, uma pesquisa feita recentemente sinalizou que, de fato, as pessoas estão transando menos, sobretudo os gays.

Na Austrália, alguns pesquisadores chegaram ao resultado de que as práticas sexuais de indivíduos não heterossexuais durante a pandemia estão declinando cada vez mais. Fatores como ansiedade, inseguranças e distanciamento corroboram o resultado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio