Transgêneros no mercado de trabalho: Os desafios da inclusão

A contratação de pessoas trans não deve ser encarada como um favor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É preciso reafirmar direitos trans recorrentemente. A acessibilidade de pessoas trans no mercado de trabalho ainda é marcada por muitos percalços, por isso a população costuma ser marginalizada e recorrer a atividades como prostituição. Além do mais,  iniciativas de inclusão de pessoas trans devem focar na eliminação da hostilidade no ambiente de trabalho e mais oportunidades.

Mas a verdade é que, apesar da crescente evolução do mercado de trabalho em direção ao respeito à diversidade, muitos indivíduos ainda sentem o acanhamento no momento do processo seletivo, entre outras situações – dado o histórico de discriminação sofrido por estes profissionais, diz Dani Verdugo, empresária e headhunter, atua com Executive Search na THE Consulting.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A deputada estadual Renata Souza (PSOL), do estado do Rio de Janeiro, apresentou um projeto de lei que propõe obrigatoriedade, a empresas privadas que recebem incentivos fiscais, de reserva de 5% de suas vagas para travestis e transexuais, deixou claro.

Para o consultor Pedro Sampaio, da Tree Diversidade, o lugar laborativo deve acolher ao máximo. “De nada adianta a empresa contratar pessoas trans, negras, mulheres, pessoas com deficiência se não preparar o ambiente para acolhê-las. Se o ambiente é hostil, elas vão gastar mais energia se defendendo dele do que produzindo”, ressalta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio