Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução/Internet)

A transexual Manuela de Cássia foi morta a facadas dentro de seu apartamento, em Milão. O crime ocorreu na tarde desta segunda-feira (20) e a polícia investiga a motivação do ocorrido. Manuela era cearense e residia na Itália.

Segundo testemunhas, a descoberta se deu em decorrência de um forte cheiro de gás que vinha direto de seu apartamento. A suspeita é que o assassinato tenha sido cometido por um cliente de Manuela.

Desse modo, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) informou em nota que, “por meio da Coordenadoria de Políticas Públicas para LGBT, está em contato com o Ministério da Cidadania solicitando o acompanhamento e as providências a serem tomadas pelo órgão federal”. 


Para findar o comunicado, a Secretaria ratificou que rechaça “todo e qualquer ato de violência e intolerância”, reafirmando ainda “seu compromisso com a construção de uma sociedade justa e inclusiva, sem discriminação e com respeito à dignidade humana”. As informações são do Diário do Nordeste.