Trans, Juju Oliveira desiste de cirurgia no rosto e pede respeito

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última segunda-feira (1), a influenciadora transexual Juju Oliveira, de 30 anos, vítima de diversos comentários preconceituosos e ofensivos por causa de sua aparência, resolveu fazer um vídeo contando para os seus seguidores, que não irá mais realizar a cirurgia no rosto, para a retirada do acúmulo de silicone industrial no local.

“No início, não pensei em retirar o silicone do rosto, só fiz aquele vídeo (sobre o bullying que sofreu por conta de sua aparência) para que as pessoas me respeitem e não me chamem mais de ‘Fofão’. O silicone não está me afetando. O que está me afetando são as pessoas mexerem comigo, a falta de respeito das pessoas”, relatou Juju através de um vídeo publicado na rede social do Instagram.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A influenciadora abriu uma vaquinha em agosto do ano passado para arrecadar dinheiro para o procedimento, mas só conseguiu 20% do total. Segundo ela, o valor necessário para o procedimento é de R$ 45 mil, no entanto, ela só conseguiu arrecadar R$ 8,8 mil.

Comentários ofensivos

Juju Oliveira também falou sobre comentários preconceituosos e ofensivos que recebe por conta da sua aparência, e ao ser chamada de “fofão”. “Fico triste quando as pessoas me atacam nas ruas. Não tirei o silicone do rosto porque, na real, eu não queria tirar. Eu só queria o respeito e que as pessoas não mexessem comigo na rua”. Ainda conforme Juju, a vakinha foi encerada após três meses sem ter contribuição, mas garante não ter mexido no valor.

“Jamais usei dinheiro da vaquinha para comprar uma moto, que era um sonho grande meu. Juntei um dinheiro que me deram no Instagram e comprei a moto à vista. O dinheiro da vaquinha está guardado. Jamais compraria a minha moto com esse dinheiro”, ressalta.

Em 2020, Juju Oliveira apareceu na rede social para contar sobre a sua história. “Meu nome é Juju Oliveira, Ju. Quem me chama de Fofão, né, a primeira coisa que eu queria pedir é que as pessoas de Passo Fundo tenham um pouco mais de respeito por mim. Por que, em 2017, eu era uma pessoa como qualquer outra, aí eu fui inventar de querer fazer isso no meu rosto, silicone. E deu no que deu, inchou e ficou desse jeito”, disse em um vídeo postado na rede social do Facebook.

Para completar a história, ela disse: “Foi um erro meu, eu fiz isso e com o tempo foi ficando assim. Não pretendo tirar, não pretendo mexer em nada, não estou aqui me queixando, eu só queria um pouco de respeito. Eu sou uma travesti, eu tenho 30 anos, eu sou natural aqui de Passo Fundo, eu sempre morei aqui, e eu quero um pouco de respeito”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio