Suprema Corte dos EUA rejeita pedido que pede limitação de trans a banheiros

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Petição que visava impedir o acesso de pessoas trans não será analisada por tribunal conservador. Nesta segunda-feira (7), a Suprema Corte decidiu que trans podem usar banheiros com o gênero com o qual se identificam, e estipulou, também, que tal medida não viola os direitos dos estudantes.

“A Suprema Corte reafirma que os jovens transgênero não são uma ameaça para os outros estudantes“, comentou o advogado Chase Strangio. O assunto logo tomou a imprensa local.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Intitulada ‘Guerra do Banheiro’ o tema já ganhou vários desdobramentos e dura desde 2016, quando o então presidente norte-americano, Barack Obama, proferiu uma decisão que intentava a inclusão de pessoas trans, inclusive em banheiros que correspondiam ao gênero de identificação.

Trump, no entanto, revogou a diretriz e deixou a decisão incumbida pelos tribunais locais. Tradicionalistas acreditam que o banheiro deve ser usado em consonância com o gênero de nascimento.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio