Sorvete arco-íris russo
Sorvete arco-íris russo (Foto reprodução: Chistaya Liniya)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, que recentemente fez chacota com hasteamento da bandeira LGBT na embaixada da dos EUA, solicitou no último dia 3 um “monitoramento público não agressivo” contra àquilo que considera “estilos de vida não tradicionais”, ou seja, qualquer coisa que “pareça” gay.

Segundo o site da Rádio Free Europe, durante uma reunião com um grupo de parlamentares que discutiam elaboração de emendas à constituição, uma das aliadas ao governo chamou atenção para um sorvete colorido cujo layout traz um arco-íris.

O sorvete industrializado de marca local traz em suas embalagens cores que apenas lembram um arco-íris lembrando vagamente uma bandeira do orgulho LGBT, mas para a chefe da União de Mulheres da Rússia, a embalagem, bem como o próprio doce “acostumaria as crianças” ao que o símbolo representa.


A empresa Chistaya Liniya, dona do sorvete Rainbow, rejeitou qualquer associação do produto com a bandeira LGBT. “É um sorvete delicioso e de alta qualidade, com várias cores à base de corantes naturais”, disse Armen Beniaminov, acrescentando, “para nós, o arco-íris representa o sol depois da chuva, o fenômeno natural mais bonito. Não vemos qualquer comparação com o movimento LGBT ou seus símbolos”.

Lembramos que, em 2013, a Rússia já havia adotado uma lei que proíbe a “propaganda gay” a menores de idade censurando conteúdos com “ideias distorcidas sobre o valor social igualitário das relações sexuais tradicionais e não tradicionais”.

Ativistas de direitos humanos apontam para o crescimento dos crimes de homofobia na Rússia desde a aprovação da lei. No ano passado, a ativista LGBT Yelena Grigoryeva foi morta em São Petersburgo depois de aparecer em uma lista do grupo homofóbico Saw Against LGBT.