Cantora Simone (Reprodução/TVGlobo)
Cantora Simone (Reprodução/TVGlobo)

Apaixonada pelo basquete desde a infância, a cantora Simone revelou que sofreu muito quando era pequena por conta do machismo. A declaração foi dada à revista Quem.

Conforme a cantora, que é hit das comemorações natalinas, hoje em dia em dia as mulheres conseguem ser mais ouvidas, mas ainda assim há um longo caminho a ser percorrido na batalha contra o machismo.

“O mundo sempre foi muito masculino. Os problemas continuam. Matam, estupram, tudo isso tem. Precisamos estar sempre ali nos mostrando. Nós, mulheres, somos especiais”, comentou ela, que já trocou selinho com Ana Maria Braga.


Ainda durante a entrevista, Simone, que hoje está com 70 anos, relembrou dos problemas enfrentados na infância por conta de sua estatura, que acabou sendo alvo de bullying.

“Eu tinha 12 anos e um 1,80m e era tratada como Olívia Palito, me chamavam de Belém-Brasília, comprida e mal acabada”, logo em seguida ela falou da afinidade com o universo masculino.

“Jogava futebol com os meninos. Eu era um menino. Sou mulher e sou homem, tenho tudo isso dentro de mim. Nunca fui submissa, sempre briguei pelo que queria. Precisa ter uma agressividade para se defender. As dificuldades eram maiores naquela época”, disse.