Família homoafetiva
Família homoafetiva (Reprodução)

De acordo com pesquisa divulgada pela Universidade de Oxford e da Universidade de Maastricht, na Holanda, crianças criadas por casais homofeativos estão tendo desempenho melhor do que aquelas de pais heterossexuais.

No estudo, foram analisados dados de quase 3.000 crianças de casais homos (com dois pais gays ou duas mães lésbicas, sendo 2.786 casais de lésbicas e 185 casais gays), comparando o desempenho com um milhão de crianças de pais heterossexuais. O período analisado foi desde o nascimento até o ensino fundamental.

O estudo, então, concluiu que crianças que são filhas de casais homoafetivos tem melhor desempenho geral tanto na escola primária quanto secundária. 


“Descobrimos que pais homoafetivos costumam ter a família mais planejada e terem poder aquisitivo maior, além de serem mais velhos e mais educados do que a maior parte das famílias héteros”, explicou o autor do estudo, Deni Mazrekaj, à Unilad Cientific.

Deni também explicou que a dedicação de pais homos fazem a diferença na educação dos filhos: “Portanto, é provável que outros fatores também desempenhem um papel, por exemplo, são gestações desejadas e pais do mesmo sexo também são muito propensos a se tornarem pais, devido aos procedimentos que devem ser submetidos para ter filhos”, concluiu Mazrekaj sobre o estudo.