Segundo estudo, estigma do HIV ainda é forte nos EUA

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo um estudo minucioso realizado pelo grupo ativista GLAAD, nove entre dez norte-americanos acreditam que existe sim um estigma estereotipando portadores de HIV. Mais da metade dos entrevistados destacam que é importante tomar cuidado perto de pessoas soropositivas..

Hoje, as pessoas que vivem com HIV estão vivendo vidas longas e saudáveis. Mas o estigma que enfrentam persiste há tempo demais e provoca uma discriminação prejudicial”, disse a presidente-executiva do GLAAD, Sarah Kate Ellis.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“As questões do HIV têm estado no radar, mas com os avanços no tratamento e na prevenção, precisamos educar urgentemente o púbico sobre os fatos a respeito do HIV hoje em dia”, completou.

Aliás, falando sobre o tema prevenção, Agência Europeia de Medicamentos aprovou Anel vaginal contra HIV. O anel contém a medicação anti-HIV dapivirina e a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) responsável pelas informações, emitiu um comunicado formal discorrendo a respeito.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio