Secretário da Presidência de Portugal se assume gay para combater preconceito

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta semana, André Moz Caldas, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros de Portugal, durante entrevista concedida à revista da Universidade de Lisboa, fez questão de assumir que é homossexual e que mantém um casamento com um homem, sendo o primeiro representante do governo a se assumir publicamente.

“Sou o primeiro membro do governo casado com uma pessoa do mesmo sexo e não faço alarde público, mas também não sinto que seja apenas um aspecto da minha vida pessoal”, confessou o político conforme divulgado pelo Jornal Expresso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O secretário afirma que tomou a iniciativa para expor sua vida pessoal para combater a homofobia e dar forças para que jovens também se sintam livres para fazerem o mesmo. “Não sei porque é que a homofobia existe, é um jugo do qual a sociedade se libertará, mas há ainda algum caminho para lá chegar. Se houver um jovem que, pelo meu exemplo, se possa sentir mais livre para viver a sua orientação sexual abertamente, eu ficaria muito feliz”, afirmou.

Por fim, André Moz Caldas conta que nunca viveu uma situação de homofobia por ser parte de uma família progressista, mas reconhece que a grande maioria de gays não compartilham de sua mesma história. “Quem pertence a uma minoria tem de ter uma grande energia para se dar permanentemente ao respeito”, diz.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio