Guilherme Alves
Guilherme Alves (Foto: Reprodução)

Por conta da pandemia e do confinamento em casa, a procura pela pornografia vem aumentando cada vez mais e, com isso, alguns problemas podem aparecer. De acordo com o hipnoterapeuta Guilherme Alves, o excesso de conteúdos eróticos pode levar a diversas disfunções sexuais e amorosas.

“Em excesso, a pornografia pode criar disfunções sexuais, especialmente quanto à incapacidade de alcançar a ereção ou o orgasmo com um parceiro da vida real. A qualidade de uma relação amorosa e o compromisso com o parceiro romântico também podem ficar comprometidos”, conta ele.

Em seguida, o especialista comentou sobre a busca por vídeos pornôs. “Só que, ao invés de buscar um parceiro para satisfação sexual, os usuários muito acostumados com os vídeos, por instinto, vão correr pros telefones ou laptops pois sabem que lá existirá a recompensa”, conta ele, que se prolonga.


“Além disso, recompensa e prazer que são muito fortes costumam gerar um grau de costume mais intenso no cérebro da mesma forma que uma droga age gerando vício” , declara o profissional Guilherme Alves.