São Paulo terá centro de convivência e referência para pessoas idosas LGBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No Estado de São Paulo, a ONG EternamenteSOU está arrecadando fundos através de uma vaquinha online para tirar do papel o projeto que busca criar um ambiente seguro e confortável aos idosos LGBT.

De acordo com a Folha de São Paulo, atividades e troca de experiencias, no planejamento também implantará bailes, eventos culturais e artísticos, assistência social, psicológica e jurídica, atendimento médico em domicílio e cursos de formação para profissionais que lidam com o público.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cerca de 300 pessoas já foram atendidas pela ONG, entre eles está o ator de 58 anos, Celso Rabetti que já participou de algumas atividades. ” Quais são os espaços onde posso ser eu mesmo e me sentir seguro, sem medo de sofrer violência? Encontrei lésbicas, homens e transexuais trocando ideias. Você vê que não está sozinho e tem força para continuar”.

“Envelhecer já é um desafio, por falta de políticas públicas para idosos. Quando se é LGBT, o desafio vai para outro patamar. A ideia é ter um espaço para que possam estar com os seus e ser exatamente o que sempre quiseram ser” , disse o presidente da ONG de 29 anos, Rogério Pedro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio