Religioso conhecido como “pai da medicina Islã” diz que vacina da COVID-19 transforma as pessoas em gays

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite da última terça-feira (9), o aiatolá Abbas Tabrizian, clérigo iraniano, informou aos seus seguidores através da plataforma Telegram, que a vacina da COVID-19 está transformando as pessoas em homossexuais.

Não chegue perto de quem tomou a vacina contra a Covid. Eles agora são homossexuais“, escreveu Tabrizian, que é conhecido por seus seguidores como o “pai da medicina Islã“. De acordo com o tablóide do The Jerusalem Post, o religioso possui um histórico de disseminar fakes news e comentários preconceituosos contra homossexuais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A declaração de Abbas Tabrizian foi duramente criticada por especialistas da área da saúde. O jornalista britânico Peter Tatchell, conhecido pelo seu ativismo em prol dos direitos LGBTQ+, disse que o aiatolá “demoniza” tanto a vacina quanto à comunidade gay, combinando “ignorância científica com um apelo cruel à homofobia“, declarou.

Vale ressaltar que no Irã, a homossexualidade é proibida pela Legislação do país. As atividades sexuais entre pessoas do mesmo sexo são puníveis com prisão, punição corporal ou execução. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio