Rami Malek sofre críticas por chamar Freddie Mercury de gay no Oscar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O discurso de Rami Malek ao vencer como “Melhor Ator” na cerimônia do Oscar, que aconteceu neste domingo (24), causou repercussão não só pela vitória. O intérprete de Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody foi alvo de críticas no Twitter ao afirmar que o líder do Queen era “gay”, sendo bissexual, na verdade.

“Fizemos um filme sobre um homem gay e imigrante que viveu sua vida sem pedir desculpas. E seu sucesso é a prova que as pessoas querem ver isso. Sou filho de imigrantes do Egito, de primeira geração. Parte da minha história está sendo escrita agora. E não poderia ser mais grato a todos que acreditaram em mim”, disse na sua fala amplamente aplaudida pelos presentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entretanto, muitos internautas viram no discurso de Malek uma tentativa de invisibilizar a sexualidade do líder do Queen. “O rami malek realmente falou q o freddie era gay e não bi no discurso do Oscar?”, questionou uma.

LEIA MAIS:

Green Book: Oscar elege filme sobre pianista negro e gay como “Melhor Filme”

Lady Gaga e Bradley Cooper apresentam Shallow e música leva melhor “Canção Original” no Oscar

“Até o Rami Malek fala que Freddy Mercury era gay e não BISSEXUAL. Sempre invisibilizados né chuchus, nada de novo sob o sol”, indagou outra. “Ta doendo fisicamente ver geral repassando esse discurso do rami malek falando que o mercury era gay”, manifestou um terceiro.

Acredita-se que Freddie Mercury tenha sido bissexual porque além dos seus relacionamentos homossexuais, o cantor também viveu um romance com Mary Austin, que inclusive é retratado no filme.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio