Prostituta denuncia homem após obrigar filho de 7 anos a transar com mulheres para “não virar gay”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um homem de 65 anos acabou sendo condenado pela Justiça de Malta a oito anos de prisão por ter obrigado o seu filho de sete anos (atualmente com 12) a ter relações sexuais com várias prostitutas para não ‘virar gay’. De acordo com o canal Malta Today, o homem não queria ter mais um homossexual em sua família, por já ‘ter dois filhos gays’.

O nome do homem condenado e da vítima não foram revelados pela Justiça, mas sabe-se que ele é da cidade maltesa de Siggiewi, e que foi uma prostituta quem fez a denúncia, que também revelou que o pai da criança o teria levado para praticar sexo em grupo com várias mulheres.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No julgamento, a criança revelou que o pai o intimidava para que ele tivesse  relações todas as vezes que ele ordenasse. Os investigadores também afirmam que o menino chegou a apanhar com cabo elétrico por não conseguir manter relações sexuais com as mulheres em frente do pai.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio