Village People
Village People (Reprodução)

No último final de semana, uma multidão de apoiadores de Donald Trump esteve em um comício, em Nevada, quando a equipe do presidente americano, começou a tocar “Macho Man”, clássico do Village People.

De acordo com a Vanity Fair, a faixa foi escolhida para representar Trump, que tem traços delicados, mesmo com cara de bravo. Ironicamente, a canção que virou hino dos LGBTQIA+, é usada na campanha de um candidato conservador.

Em junho, o membro fundador do grupo, Victor Willis, único membro da formação original do Village People, pediu que a campanha de Trump parasse de usar sua canção. “Peço que você não use mais nenhuma música minha em seus comícios, especialmente YMCA e Macho Man. Desculpe, mas não posso mais olhar para o outro lado”, disse.


Village People se junta a uma longa lista de artistas que pediram à campanha do Trump para parar de tocar sua música durante seus comícios, como Adele, Aerosmith, The Beatles, Bruce Springsteen, Eddy Grant, Elton John, Guns N ‘Roses, Linkin Park, Luciano Pavarotti, Neil Young , Nickelback, Panic At The Disco, Pharrell Williams, Queen, REM e Rihanna, dentro outros.