Ambulatório trans Foto:reprodução

O primeiro ambulatório especializado em pessoas trans e travestis é inaugurado hoje (29), no dia Nacional da Visibilidade Trans na região de Teresina. O local fica no Hospital Getúlio Vargas e contará com profissionais treinados para atender a demanda do público.

De acordo com o G1, o ambulatório faz homenagem a Makelly Castro, que no dia 18 de Julho de 2014, o caso foi o primeiro a ir a júri popular por crime um de homofobia, e o acusado apesar de culpado, foi absolvido.

“Aqui esses pacientes terão atendimento especializado. Temos endocrinologista, que fará o acompanhamento com relação a medicação, ginecologista e urologista para atender todas as necessidades”, afirmou o diretor do Hospital, Gilberto Albuquerque.


“Ainda existe muita resistência quando essa população tenta acessar esses serviços, principalmente por conta do despreparo de alguns profissionais na perspectiva de acolhimento, de garantir o acesso dessa população, é o que chamamos de violência institucionalizada.Todas essas barreiras fazem com que essas pessoas não procurem esses serviços”, declarou o professor Rodrigo Aragão, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), que é pesquisador na área.
“Isso envolve também a saúde mental. O aspecto psicológico desse indivíduo. Precisa ser garantida uma assistência psicológica e um acompanhamento pelos profissionais de saúde que compõem a rede de saúde”, concluiu Rodrigo.