Polícia usa Grindr
Tela grinder (Foto: Buzzfeed)

Nesta semana, o Paquistão anunciou o banimento dos aplicativos Tinder, Grindr, Tagged, Skout e SayHi em todo o país por não cumprirem o código moral do país. Como se sabe, pessoas LGBTQIA+ não são permitidas no país, um dos maiores conglomerados mulçumano do mundo.

Em comunicado enviado pela Autoridade de Telecomunicações do Paquistão, as empresas que gerenciam os aplicativos nas áreas próximas ao país, estão recebendo avisos para a remoção de suas plataformas, sob a alegação de “efeitos negativos do streaming de conteúdo imoral / indecente”.

Nos últimos meses, o Paquistão também abriu marcação cerrada contra o TikTok, afirmando que a plataforma deve combater ‘conteúdo vulgar e imoral’. Os líderes do país também solicitaram para que o YouTube “bloqueie imediatamente conteúdo vulgar, indecente, imoral, nu e incitação ao ódio para visualização no Paquistão”.


Segundo dados divulgados pelo Hindustan Times, o Tinder foi baixado mais de 400 mil vezes no Paquistão no ano passado. Grindr, Tagged e SayHi foram baixados 300 mil vezes no mesmo período.