Power Ranger Azul pode ser gay em próximo filme da franquia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma dica na cinta da personagem de Becky G em sua versão de 2017 do filme de Power Rangers, pode indicar que mais personagens LGBTQI+ podem aparecer ainda na franquia dos heróis.

O ator David Yost, que interpretou primeiro Ranger Azul em Mighty Morphin Power Ranger (1993), revelou em 2010 que é gay na vida real.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 51 anos, ele revelou que colegas de trabalho e equipe do programa haviam notado sua orientação sexual, na época. “Era difícil ser próxima de uma pessoa famosa e ela ser gay”, disse o ator ao Entertainment Weekly em 2018. “Nos anos 90 isso foi muito difícil”.

Depois de abandonar o programa de TV em 1996, Yost confessou que ingressou na terapia de conversão, uma prática que se opõe a Associação Americana de Psiquiatria e que é criticada pelo impacto perjudicial na mente dos pacientes.

Jim Townley/Saban/Toei/Kobal/Shutterstock

“Passei pela terapia de conversão porque não queria ser gay. E realmente lutei, lutei e lutei para não aceitar”, disse Yost à EW.

“E, infelizmente, tive um colapso nervoso e fiquei internado em um hospital por cinco semanas e tive que iniciar o processo de aprender a me aceitar, o que foi muito difícil; levei muitos anos depois do fato”.

O ator ainda admitiu que ser um rosto reconhecível provavelmente atrapalhou sua luta para aceitar sua orientação sexual, mas que hoje em dia encara com naturalidade.

É esperado que novidades do próximo filme da franquia de heróis sejam anunciadas, entre elas, um dos rangers representando o grupo LGBTQI+.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio