1º porta-bandeira homem desfila nas cores do arco-íris na Acadêmicos do Sossego

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Primeiro porta-bandeira homem, Anderson Morango vai desfilar com as cores da bandeira LGBT no desfile da Acadêmicos do Sossego, no carnaval deste ano. A escola de samba traz para a avenida a intolerância religiosa como tema.

Com o enredo “Não se meta com a minha fé. Acredito em quem quiser”, a agremiação vai discutir o respeito a todas as crenças e também outros tipos de discriminação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, Anderson será perseguido por homens fantasiados de carrasco. O figurino será inspirado no nas roupas de membros da Ku Klux Klan, organização racista fundada nos Estados Unidos.

LEIA MAIS:

Blocos de Rua do Rio se unem em campanha contra o assédio no Carnaval

Apesar do anúncio, Xuxa ainda não assinou contrato para se apresentar no carnaval de SP

“No início, as mulheres não tinham espaço no carnaval. Eram só pastoras, mas lutaram e conseguiram. Acho que agora chegou a hora dos gays ocuparem seus espaços. Quero trazer essa reflexão. Escolhi o Anderson porque, ele se enxerga mulher, é porta-bandeira e demonstrou extrema competência para a função. Quero fazer uma homenagem à diversidade na avenida.”, afirmou Wallace Palhares, presidente da escola em entrevista ao G1.

Já Anderson, falou sobre a expectativa de entrar na avenida como o primeiro homem a portar o estandarte. “O enredo da escola fala sobre intolerância religiosa e nosso presidente quis testar até onde ia essa nossa intolerância com o outro, o preconceito dentro do carnaval. Ele fez o convite, achei estranho inicialmente, mas topei na hora. Gay não serve só para fazer fantasia, serve para dançar também”, assegurouA Acadêmicos do Sossego é a última escola a desfilar na sexta-feira de carnaval.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio