Por que as cirurgias de feminização ainda geram polêmicas?

Alina Durso gerou discussões nas redes ao compartilhar com seus seguidores o resultado de sua rinoplastia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora e influencer LGBTQ+, Alina Durso, suscitou algumas discussões. Mulher trans, a jovem relatou como o tratamento e cirurgia de rinoplastia corroborou o aumento de sua autoestima. “Ontem eu realizei o maior sonho da minha vida e me libertei de uma das maiores disforias”, contou.

“Apesar do nome polêmico, a feminização nada mais é do que correções de alguns pontos do rosto que garantem a melhora da autoestima, o que não difere de qualquer outro tipo de cirurgia estética”, explica doutora Patricia Marques, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e especialista em procedimentos de cabeça e face.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Nada disso, obviamente, define o que é ser homem ou mulher, mas acho importante que a comunidade trans tenha liberdade para expressar o seu gênero como preferir,” complementa.

“Pela minha experiência, cirurgias como essa são um passo importante na vida de pessoas que carregam complexos em relação a aparência. Esperamos que essa independência seja a cada dia mais habitual”, conclui a cirurgiã.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio