Comissão de Direitos Humanos pretende barrar homenagem da Alesp a Maurício Souza, acusado de homofobia

O deputado Carlos Gianazzi (PSOL) também afirmou que vai entrar com pedido de revisão à Mesa

Publicado em 03/05/2022 19:27
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Afastado do vôlei após acusação de homofobia, Maurício Souza pode receber da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alerj) um Colar de Honra ao Mérito Legislativo. 

A condecoração, segundo fontes, deve acontecer no próximo dia 9, entregue pela deputada estadual Letícia Aguiar (Progressistas).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas para tentar barrar a honraria, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), deputado Emídio de Souza (PT), disse nesta segunda-feira (2) que vai pedir para a presidência impedir a homenagem.

Lamentável que deputados bolsonaristas em vez de homenagear pessoas que têm se destacado ajudando as pessoas a ter comida na mesa, se preocupam em homenagear quem destila ódio e preconceito. O presidente da Alesp deveria barrar essa homenagem”, disse o parlamentar do PT.

Em outubro do ano passado, Maurício Souza agradeceu pelo apoio maciço que recebeu do público bolsonarista após compartilhar uma imagem do novo Superman, filho de Clark Kent, dos HQs da DC Comics, Joe Kent, beijando outro personagem homem. Na legenda da publicação, Maurício ficou indignado com a ilustração e escreveu: “Ah, é só um desenho, não é nada demais’. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”. 

A homofobia do atleta acabou causando a revolta dos patrocinadores de seu time, levando à sua demissão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar