Marco Feliciano
Deputado federal Marco Feliciano do Podemos-SP (Reprodução/Jovem Pan)

O deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP), afirmou que seria importante que o presidente Jair Bolsonaro indicasse um ministro gay para fazer parte do Supremo Tribunal Federal (STF).

A declaração de Feliciano foi dada durante uma entrevista ao programa Pânico, na rádio Jovem Pan, nesta segunda-feira (22). Segundo o parlamentar, o novo ministro poderia dar uma visão diferente à corte.

“O que há de mais belo na democracia é a pluralidade de pensamentos. Tinha que ter lá [no STF] um ministro homossexual”, afirmou o pastor, que também defendeu a presença de um ministro “terrivelmente evangélico”.


A sugestão do ministro “terrivelmente evangélico” foi dada inicialmente pelo por Bolsonaro, no entanto ela não foi muito bem aceita pela população. O deputado aproveitou o momento para tentar explicar o que significava a fala do presidente.

“É um evangélico puro-sangue, que siga o Evangelho de verdade, que não seja alguém que seja evangélico só naquele momento”, disse. “Eu seria além do terrivelmente evangélico”, continuou.

Ainda durante a entrevista, Feliciano afirmou não concordar com a lei contra LGBTfobia aprovada pelo STF e que está trabalhando em uma outra proposta junto aos parlamentares David Miranda (PSOL-RJ) e Maria do Rosário (PT-RS). “Nem o próprio movimento LGBT aceitou a forma como foi catalogada a questão da homofobia”, disse.