Annegret Kramp-Karrenbaue (Foto: divulgação)
Annegret Kramp-Karrenbaue (Foto: divulgação)

Annegret Kramp-Karrenbaue, influente na política alemã, foi cerne de uma discussão envolvendo o público LGBT. A provável sucessora de Angela Merkel, vem recebendo críticas, nesta segunda-feira(4), decorrentes de uma piada que escarnece o público LGBTQI+ 

Segundo G1, AKK durante baile carnavalesco, satirizou a  atmosfera revolucionária de Berlim, que instalou banheiros públicos para pessoas intersexo. A Líder, sem pestanejo, disparou:  “para os homens que não sabem se devem urinar de pé ou sentados” – aqui ela faz analogia àqueles que não se encaixam perfeitamente nas definições tradicionais de “sexo masculino” ou “sexo feminino”.

Veja mais: LGBTs são agredidos todos os dias e o número é alarmante


Mesmo a líder não demonstrando responsabilidade ao proferir tais palavras, a piada foi ovacionada. Mas os internautas não perdoaram, e o discurso repercutiu negativamente.

 “uma absoluta falta de respeito” pelas pessoas intersexo, salientou o secretário-geral do Partido Social Democrata (SPD) , Lars Klingbei.

“Mais um dia para se sentir vergonha”, enfatizou deputado Jens Brandenburg, representante do Partido Liberal (FDP). E ainda acrescentou: “Será que é tão difícil fazer discurso carnavalesco engraçado sem piadas infames contra minorias”?

Veja também: Gloria Groove arrasta multidão na estreia de seu bloco em São Paulo

Não é a primeira vez que AKK causa rebuliço, ela já havia se manifestado contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo e foi conclamada “miss homofobia 2018”.