Bolsonaro é condenado por ofensa a Maria do Rosario

Após a condenação em segunda instância, o deputado Jair Bolsonaro que foi o mais votado no Rio de Janeiro em 2014, disse que irá recorrer mais uma vez da decisão da Justiça (FOTO: Facebook)
Após a condenação em segunda instância, o deputado Jair Bolsonaro que foi o mais votado no Rio de Janeiro em 2014, disse que irá recorrer mais uma vez da decisão da Justiça (FOTO: Facebook)

Um recurso negado ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi assunto na internet no fim desta terça-feira, dia 15. Bolsonaro foi condenado por unanimidade no Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), por ofensas dirigidas à deputada Mária do Rosário (PT-RS). De acordo com a decisão do STF, o deputado deve se retratar publicamente pelas declarações através de jornais, Facebook e Youtube.

Em 2014, o deputado afirmou que Maria do Rosário “não deveria ser estuprada pois ele a considerava ‘muita feia’ e a petista não faz o ‘tipo’ dele”. No ano de 2015, o deputado já havia sido condenado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) a pagar uma indenização de R$10 mil e um recurso de Bolsonaro tramitava desde então.

“Ela me chamou de estuprador e estava defendendo o estuprador Champinha. Só isso” afirmou o deputado, em declaração ao site G1, acrescentando que “é lógico” que irá recorrer novamente da decisão da Justiça.


Depois da decisão da Justiça, a deputada Maria do Rosário postou uma mensagem no Facebook afirmando que “hoje, todas as mulheres devem sentir-se mais fortes contra a violência”.

A deputada Maria do Rosário dedicou sua vitória às mulheres. (IMAGEM: Facebook)
A deputada Maria do Rosário dedicou sua vitória às mulheres. (IMAGEM: Facebook)

DEIXE UMA RESPOSTA