O autor do crime divulgou cerca de 70 nudes de homens gays (Foto Ilustrativa)
O autor do crime divulgou cerca de 70 nudes de homens gays (Foto Ilustrativa)

A polícia do estado do Piauí iniciou nesta segunda-feira (20), a investigação do escândalo envolvendo o vazamento de mais de 70 nudes de gays, que aconteceu na cidade de Tresina.

Conforme informações do portal Meio Norte, o caso está sendo acompanhado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), onde diversos boletins já foram registrados.

Visto inicialmente como fake news, o caso foi denunciado pela blogueira trans Rainha Matos, em seu perfil do Instagram. A moça compartilhou um texto afirmando que a comunidade gay de Teresina estava assustada.


“A população homossexual de Teresina no Piauí está em pânico, uma pessoa, pelo visto muito doente, passou quase 1 ano juntando nudes de centenas de rapazes que conheceu no aplicativo Grindr e hoje começou a vazar as fotos íntimas com o nome das pessoas e suas respectivas fotos de perfil mostrando o rosto!”, disse a Rainha.

Vale lembrar que compartilhar fotos íntimas sem a autorização de terceiros é considerado crime, no código penal brasileiro. A ação, caso não seja vista como grave, pode gerar de um a cinco anos de prisão.