Pocah para Rodolffo: “Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo”

A funkeira explicou para o sertanejo que certos comentários podem trazer consequências

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os temas polêmicos vieram à tona na festa do BBB21 na Festa do Líder na madrugada de quinta-feira (1). Conforme já reportamos, o participante Rodolffo vem deixando os espectadores aborrecidos com o teor de seus comentários. Ele já zombou de Fiuk por usar vestidos e, no decorrer da atração, proferiu algumas frases desagradáveis dentro do confinamento.

Em um bate-papo aberto com Pocah, o sertanejo justificou tais posicionamentos como fruto de uma educação interiorana, sem muito acesso à informação. O cantor destacou que está evoluindo, Pocah aproveitou o ensejo para falar sobre a situação de LGBTs no Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 “O Brasil é o país que mais mata LGBT’s no mundo” , disse ela. “Eu tenho muitos amigos da cidade em que eu fui criado, por exemplo. Se você for num rolê onde tem 5 amigos meus que nunca moraram numa capital, Goiânia por exemplo, que ainda moram no interior, na mesma idade minha. Você sai de lá vomitando”, alerta o sertanejo.

“É machismo, é racismo, é homofobia. Eu tô te falando sério. O Brasil, no interior ainda é muito sem informação. As pessoas precisam ter uma paciência muito grande pra ensinar a galera do interior e a galera que tá vindo, tô te falando com muita seriedade isso”, disse ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio