Pesquisa mostra que PMs são os que mais compartilham LGBTfobia em suas redes sociais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste semana, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou uma pesquisa que mostra o comportamento de membros da polícia militar na internet, e revelou que a LGBTfobia é um dos assuntos mais falados pelos profissionais.

Cerca de 879 profissionais de diferentes recortes (militares, civils, ativos e aposentados) foram selecionados para representar a massa total de 885.730 profissionais da área, durante a pesquisa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com a pesquisa, a maioria dos profissionais da área de segurança compartilham posts contendo LGBTfobia em suas redes sociais. No total, 24% das publicações contém piadas homofóbicas ou algo do tipo, perdendo apenas para o tema “comentários sobre política institucional” (falar da própria instituição da Polícia) que responde por 29%.

Ainda segundo a pesquisa, 41% dos PMs apoiam publicamente o presidente Jair Bolsonaro. Já entre as patentes mais altas, 35% declaram apoio ao presidente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio