Pastor afirma que bíblia precisa ser atualizada para que LGBTs não sejam mais condenados ao inferno

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último domingo (25), o pastor paulista Ed René Kivitz causou controvérsia durante sua pregação na Igreja Batista de Água Branca, em São Paulo. De acordo com o site Pleno News, o pastor disse que a bíblia precisa passar por uma atualização urgente, para que LGBTs não sejam mais condenados ao inferno.

Segundo Kivitz, a bíblia deve propagar os diferentes tipos de amor pelo mundo. “[A Bíblia é] um livro que precisa ser relido, ressignificado, para que os princípios de vida que esse livro encerra, e que essa revelação encerra, saltem dessas páginas promovendo libertação e justiça e relações de amor no nosso mundo“, afirmou o pastor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O pastor ainda defendeu a atualização da bíblia para a aceitação da homossexualidade como forma natural. “Se queremos ser cartas para o novo mundo, se a Igreja quer ser carta para o novo mundo, nós vamos precisar atualizar a Escritura e vamos ter de fazer essa atualização e ter essa coragem de enfrentar os pecados de gênero“, disse.

Por fim, Kivitz disse que gays não podem ser condenados ao inferno, por conta de um erro de interpretação que ficou no passado da humanidade. “dois ou três textos bíblicos que não foram atualizados. Nós vamos ter de ter coragem de enfrentar isso“, explicou o pastor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio