Padres e chefe da Diversidade Sexual se reúnem para ajudar LGBTs despejados da Casa Nem

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os padres da Arquidiocese do Rio, Geovane Ferreira da Silva (Vigário Episcopal do Vicariato Sul) e Manuel de Oliveira Manangão, e o Coordenador Especial da Diversidade Sexual da prefeitura do Rio, Nélio Georgini, estiveram reunidos no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, na tarde desta quinta-feira( 23), para encontrar uma maneira de acolher 60 pessoas LGBTs, principalmente, travestis em transexuais, que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social.

O imóvel ocupado pelo grupo Casa Nem, em Copacabana, recebeu um mandado de reintegração de posse e, os moradores da ocupação terão que deixar o prédio, na próxima segunda-feira (27), por decisão judicial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os ocupantes, que vivem em vulnerabilidade social, foram citadas como réus na ação de reintegração de posse, como consta no processo de corre na 15º Vara Cível da Comarca da Capital.

Em meio a uma crise socioeconômica no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, precisamos garantir os direitos básicos para essas pessoas em situação de vulnerabilidade. A ordem precisa ser cumprida, mas não podemos largar essas pessoas nas ruas, é uma preocupação do poder público, da Igreja e da sociedade “, explica o coordenador Nélio Georgini.

Padres e chefe da Diversidade Sexual se reúnem para ajudar LGBTs despejados da Casa Nem
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio