Padre Beto diz que “Se Jesus vivesse hoje, seria uma mulher trans”

Padre Beto Daniel fez declarações sobre temas considerados polêmicos

Publicado em 18/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2013, padre Beto foi excomungado da igreja, a primeira feita por conta de ideias desde 1601, por defender abertamente a união homoafetiva, divórcio e fazer críticas à moral sexual da Igreja Católica, por meio de uma entrevista. Habituado a trazer temas polêmicos à tona, o religioso voltou a falar sobre LGBTs em live.

Na noite desta quinta-feira o jornalista e terapeuta Flávio Jayme bateu um papo com Padre Beto em sua conta no Instagram. Sobre religiosidade, Beto diz que várias coisas são tiradas de contexto dentro da literatura bíblica. “Todas aquelas frases que condenam a homossexualidade que as pessoas gostam de repetir da bíblia tinham um contexto que não cabe mais hoje. Jesus nunca condenaria a homossexualidade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(…) Se tem alguém que realmente inventou a tal ‘ideologia de gênero’ foi o cristianismo”. Ele diz ainda como acha que Jesus seria se nascesse hoje: “Ele seria de um país latino como o Paraguai, seria pobre e uma mulher trans”.

Amar não é pecado. Quem está em pecado é a religião cristã. Brumadinho é um pecado. O que este presidente está fazendo negando a pandemia é um pecado”.

Conversa inteira – (https://www.instagram.com/terapeuta.flaviojayme/).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio