“Resistam sempre!” afirma Pabllo Vittar em festa de lançamento de série animada “Super Drags”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pabllo Vittar marcou presença na festa de lançamento de “Super Drags” sem deixar de lado o momento político pelo qual o Brasil passa. “Resistam sempre! Não deixem que ninguém cale os sonhos de vocês. A gente já fiz isso há tanto tempo. Amo vocês!”, declarou a drag queen ao fim de sua apresentação, sendo aplaudida pelo público presente.

Em meio aos temores da comunidade LGBT com a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência, a Netflix realizou nesta terça-feira (dia 30) o evento de lançamento de Super Drags, seu primeiro desenho animado voltado para o público brasileiro, que traz Pabllo Vittar como uma das estrelas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA TAMBÉM: Nany People celebra estreia em horário nobre da Globo

Durante o evento comandado por Silvetty Montilla, a voz de Vedete Champagne na série, a maranhense Pabllo Vittar cantou pela primeira vez, a música original que gravou para o desenho animado intitulada “Highlight”. A cantora maranhense interpreta a heroína Goldiva no desenho animado.

Na série de animação da Netflix, que estreia no dia 9 de novembro, Patrick, Donny e Ramon trabalham em uma loja de departamento, com clientes irritantes e um chefe linha dura. À noite, o trio libera suas divas internas para se tornar Lemon Chiffon, Safira Cian e Scarlet Carmesim. As heroínas usam seus superpoderes para espalhar purpurina pelo mundo e lutar contra as forças do mal personificadas na personagem Lady Elza cuja voz original ficou por conta do ator Rapha Vélez.

Já a versão em inglês da série contará com as vozes de algumas das drags mais famosas do reality “RuPaul’s Drag Race”: Trixie Mattel, Ginger Ming, Shangela que interpretarão as super-heróinas e Willam que será a supervilã da série. Os nomes de Anderson Mahanski, Fernando Mendonça e Paulo Lescaut ficaram por conta da criação da animação nacional da Netflix.

Quem conferiu o evento de lançamento da série na boate The Week em São Paulo, pôde assistir a um desfile com drags de grande repercussão na cena LGBT nacional como Alexia Twister, Salete Campari, Miss Biá e Suzy Brazil que trabalhou no roteiro da animação além de ser responsável pela voz original do herói Juracy, homem gay que ficará conhecido graças ao seu rebolado.

Enquanto o entusiasmo se refletia na passarela e nos sorrisos do público presente, nos bastidores do evento, os temores sobre o futuro governo Jair Bolsonaro ainda eram mencionados. “Vai mudar muita coisa, a classe tem que se unir. Os homofóbicos incubados vão aproveitar agora pra ser quem eles sempre quiseram. Hoje em dia com a eleição do Bolsonaro eles vão tirar as máscaras”, afirmou ao UOL a drag queen Kimberley Bay.

Acordei com os fogos. Me assustou um pouco porque moro na periferia e lá que o lugar que ele mais ataca, que é pobre, negro, LGBT, estavam comemorando a vitória dele. As pessoas não pararam para pensar. Além de eu ser drag sou trans. O meu medo é diário, só que hoje em dia aumentou pelo fato de ele ter dado a liberdade das pessoas fazerem o que querem”, declarou a drag Brunessa Lopes.

Uma das responsáveis pelo evento, me confidenciou inclusive, que em tempos onde casos de violência contra LGBTs vem ganhando maior repercussão na mídia, o marketing da festa entre outros detalhes, acabaram sofrendo alterações visando a segurança dos convidados e dos artistas presentes.

“É hora de montar!” parodiam as Super Drags no momento de seu empoderamento para lutarem contra os seus opositores. A referência aos Power Rangers e a outros elementos da cultura pop poderão ser conferidos na Netflix a partir de 9 de novembro, na Netflix. Trata-se do primeiro desenho animado com protagonistas drags lançado mundialmente. Não deixa de ser um tremendo grito de resistência aos tempos que estão por vir.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio