Bandeira LGBT

A Ordem dos Psicólogos da Albânia decidiu por proibir seus profissionais de realizarem no território nacional as terapias de conversão, a famosa “cura gay”. A norma já se tornou uma tendência em diversos países.

Conforme informações da Reuters, os membros da organização que continuarem com as práticas irão enfrentar processos disciplinares. O grupo foi criado pelo próprio parlamento do país no ano de 2017.

Agora a Albânia se junta a países como Brasil, Equador e Malta que proibiram o tratamento em todo o território. No início deste mês a Alemanha proibiu o tratamento apenas para menos de idade.


“Nossos profissionais entendem que a terapia de conversão é uma prática arcaica e antiética que contradiz categoricamente os direitos e liberdades humanos fundamentais”, afirmou o presidente da Ordem dos Psicólogos, Valbona Treska, em comunicado.