“Nunca tive rejeição familiar”, diz gêmea trans que passou por cirurgia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme reportamos, duas gêmeas trans, Mayla e Sofia, de 19 anos, realizaram um procedimento de cirurgia de readequação de sexo/ gênero em um hospital de Blumenau, Santa Catarina. Em entrevista ao G1, Mayla diz que desde os 3 anos já se identificava como mulher.

“Eu sempre me identifiquei com o sexo feminino, desde 3 anos. Sabe um dente de leão, que você assopra e faz um pedido? Pedi a Deus para me transformar numa menininha”, disse ela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre sua relação com a família, destacou – “Nunca tive rejeição familiar. O medo dos pais não é de a gente ser quem a gente é, mas dos outros machucarem a gente”. Atualmente, Mayla faz faculdade de medicina.

Os médicos responsáveis pela cirurgia foram especializados em cirurgia trans e feminização facial, eles – José Carlos Martins Junior e Cláudio Eduardo ficaram incumbidos. A norma reduziu de 18 para 16 anos a idade mínima para o início de terapias hormonais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio