No Mês do Orgulho LGBT+, AIG Seguros promove ações de conscientização junto a mulheres trans

Os voluntários AIG vão liderar oficinas virtuais sobre temas ligados à empregabilidade, educação e empreendedorismo para 60 mulheres assistidas pela Casa Florescer, Cento de Acolhida de Mulheres Trans

Publicado em 8/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Junho – Data efeméride que ficou conhecida como um marco na luta pelos direitos LGBTs, quando, em 28 de junho, de 1969, tornou-se palco de uma coibição hostil advinda da polícia. A comunidade, que sempre se calava diante do tratamento indigno oriundo de grupos majoritários, resolveu reagir.

 A AIG prepara diferentes atividades voltadas à conscientização de seus funcionários e corretores parceiros sobre diversidade, inclusão e respeito, e estimula seus funcionários a contribuir para o desenvolvimento profissional de mulheres trans vítimas de violência e situação de rua.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“À medida que os debates na AIG avançam sobre a temática do respeito à orientação sexual e de gênero, tivemos a oportunidade de conhecer a Casa Florescer e seu trabalho em prol das mulheres trans que querem sair das ruas e drogas. Nos aproximamos da instituição ano passado, inicialmente com apoio e doações e, neste ano, pensamos em uma atividade mais prática, compartilhando conhecimento e dicas simples para auxiliá-las nessa jornada”, explica Lúcio Mocsányi, Diretor de Comunicação e Marketing da AIG para o Brasil e América Latina, responsável pelas atividades voltadas à comunidade.

Ao longo de junho, serão realizadas oito sessões de oficinas virtuais, com dicas e muita troca, com o apoio do grupo de afinidade LGBTQ+ e Aliados da companhia. “A empresa deve estar atenta a criar um ambiente interno que seja favorável ao respeito entre os colaboradores. Nosso Seguro de Práticas Trabalhistas Indevidas cobre custas da empresa em processos trabalhistas, mas deve ser visto como uma ferramenta de gerenciamento de riscos e não um respaldo à violação de direitos”, explica Thales. Para inscrição ao treinamento que acontece em 17 de junho, clique aqui .

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio