No Dia Internacional contra a LGBTfobia, Deborah Secco exalta o amor e respeito: “Acima de tudo”

Atriz, que é aliada da luta LGBTQIA+, compartilhou um vídeo em seu perfil oficial no Instagram

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (17), Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, a atriz Deborah Secco, aliada da luta LGBTQIA+, compartilhou através de sua rede social, um vídeo em apoio à comunidade que luta diariamente por igualdade, respeito e amor. 

No seu perfil oficial do Instagram, a atriz postou um vídeo com algumas imagens que representam a comunidade LGBTQIA+. Fã declarada de reality show, ela inicia o vídeo com a cena do primeiro beijo gay do BBB 21, entre os ex-participantes Gilberto Nogueira, mais conhecido como Gil do Vigor, e Lucas Penteado. O beijo entrou para a história do programa e foi repercutida dentro e fora da casa. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No vídeo, a atriz resgata cenas de novelas onde os personagens interpretam casais gays. Tem beijo de atrizes, beijo de filmes, e cenas de reality show. Com a própria voz, Deborah deixa uma mensagem sobre respeito e toda a forma de amor. Ao final do vídeo, mostra cenas do filme ‘Minha Mãe É Uma Peça’, do ator e humorista Paulo Gustavo, que morreu em decorrência da Covid-19. No filme, ele, que interpretava Dona Hermínia, está conversando com o filho, que é gay. 

A mensagem que a atriz deixa para celebrar a data:

Um grande amor, é um amor que sabe dos seus segredos, a cor do seu pijama, se você coloca açúcar no café, é a voz que te confortaria no meio de uma tempestade, seria mais alta que os trovões lá fora. É quem veste a nossa alma quando abraça a gente. É uma blusa que te faz largar todas as outras blusas do armário. É quem faz a gente questionar se o que sentimos antes daquele instante, era de fato amor. É uma estrela potente que emite luz por todo o universo. Do quarto do seu apartamento até a padaria do bairro vizinho. É um sorriso que eu só dei uma vez. Um beijo que eu não sabia que existia e um lar que não tinha portas, janelas, nem paredes. Mas fazia eu me sentir em casa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio