“Nada contra quem usa seu orifício para sexo”, dispara presidente da Embratur

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante uma live coma ministra Damares Alves nesta quarta-feira (24), o presidente da Embratur, Gilson Machado, disse não ter “nada contra quem usa seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo”.

A fala de Machado, que é um dos apoiadores de Bolsonaro, aconteceu enquanto ele criticava a peça de teatro “O evangelho segundo Jesus – a Rainha do Céu”, que, inclusive, foi alvo de censura e comentários transfóbicos no último ano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O presidente da Ebratur apontou que a peça comandada pela atriz transexual Renata Carvalho, que interpreta um Jesus trans, quer impor sua sexualidade perante o restante da população não LGBTQ+.

“Eu acho que a linha entre o sagrado e o profano não é uma linha tênue não, é uma linha grossa, pesada. E essa linha foi rompida, porque querer impor sua sexualidade perante a grande maioria de cristãos brasileiros é abominável”, disparou.

“E outra coisa eu não tenho nada contra quem usa o seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo. Mas querer impor a sexualidade a uma grande maioria de cristãos e querer desvirtuar a forma que Jesus Cristo veio à Terra”, completou.

Enquanto ouvia o “desabafo” de Machado, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, não teceu nenhum tipo de comentário sobre o assunto, fazendo o político finalizar sua fala.

“Então, ministra, me desculpe meu desabafo, mas isso daí que a gente tem que tentar mostrar a verdade, porque até a sexualidade de Jesus Cristo eles tentam desvirtuar”, disse.

*Pra os interessados, a fala de Machado se inicia a partir do minuto 24:00

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio