Gilson Machado é conhecido como apoiador de Jair Bolsonaro (Reprodução)
Gilson Machado é conhecido como apoiador de Jair Bolsonaro (Reprodução)

Durante uma live coma ministra Damares Alves nesta quarta-feira (24), o presidente da Embratur, Gilson Machado, disse não ter “nada contra quem usa seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo”.

A fala de Machado, que é um dos apoiadores de Bolsonaro, aconteceu enquanto ele criticava a peça de teatro “O evangelho segundo Jesus – a Rainha do Céu”, que, inclusive, foi alvo de censura e comentários transfóbicos no último ano.

O presidente da Ebratur apontou que a peça comandada pela atriz transexual Renata Carvalho, que interpreta um Jesus trans, quer impor sua sexualidade perante o restante da população não LGBTQ+.


“Eu acho que a linha entre o sagrado e o profano não é uma linha tênue não, é uma linha grossa, pesada. E essa linha foi rompida, porque querer impor sua sexualidade perante a grande maioria de cristãos brasileiros é abominável”, disparou.

“E outra coisa eu não tenho nada contra quem usa o seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo. Mas querer impor a sexualidade a uma grande maioria de cristãos e querer desvirtuar a forma que Jesus Cristo veio à Terra”, completou.

Enquanto ouvia o “desabafo” de Machado, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, não teceu nenhum tipo de comentário sobre o assunto, fazendo o político finalizar sua fala.

“Então, ministra, me desculpe meu desabafo, mas isso daí que a gente tem que tentar mostrar a verdade, porque até a sexualidade de Jesus Cristo eles tentam desvirtuar”, disse.

*Pra os interessados, a fala de Machado se inicia a partir do minuto 24:00

https://www.facebook.com/watch/?v=274614786932681