União Europeia aciona Hungria e Polônia por leis anti-LGBT

Os dois países terão o prazo de dois meses para fazer um pronunciamento

Publicado em 16/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos dias, a Hungria proibiu conteúdo LGBT para menores, por 157 votos favoráveis e apenas um contra entre os votantes. Esta decisão logo tomou grandes proporções, inclusive negativas, visto que há muitos conteúdos literários que acoplam personagens LGBTs.

Nesse sentido, a União Europeia abriu o processo legal contra a Hungria e a Polônia por causa de violações dos direitos da comunidade LGBT+. Os dois países terão o prazo de dois meses para fazer um pronunciamento sobre as últimas medidas de cerceamento de direitos, como pena de serem denunciados ao Tribunal de Justiça da UE caso não o faça.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, Ursula von der Leyen, alertou a Hungria nesta quarta-feira que o país deve anular uma legislação que proíbe as escolas de usarem materiais que se acredita promoverem a homossexualidade. 

“A homossexualidade é equiparada à pornografia. A legislação usa a proteção das crianças… para discriminar pessoas por causa de sua orientação sexual… é uma desgraça”, disse Von der Leyen.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

CADARÇOS PRIDE

Comprar

PRIDE UNDERWEAR - COLORS

Comprar

MACACÃO PRIDE SUMMER FLAMINGO

Comprar

SHORT PRIDE

Comprar